Dedicado a Juvêncio de Arruda. Para quem Belém, pelo abandono, pela incivilidade pública, pela destruição sistemática da esperança de cidadania - embora ele lutasse permanentemente por ela - deixou de ser Santa Maria de Belém do Grão Pará.

 

Nas calçadas desertas de julho,
no domingo à tarde,
nas ruas da velha Cidade Velha,
cachorros sem dono
acompanham crianças idem,
e ainda que um lar seja mais do que casa e comida,
acho que se satisfariam apenas com isto,
os cachorros e as crianças.
 
Uma fila indiana de crianças e cães,
na indiana Nova Delhi do Grão Pará
enfeita a paisagem surreal.
Paira no ar uma alegria quase insana (*)
nessa compartilhada solidariedade
da caminhada de cachorros sem dono
e crianças sem lar.

 

(*) desde que coloquei este post, algo me incomoda. E agora, subitamente, descubro a sensação de plágio. Este verso lembra Sidônio Muralha "...paira no ar um ódio eletrizado e sobre cada prédio paira e plana, Lincoln que quis a vida mais humana, quantas vezes será assassinado?"

Amém.

(04.08.2009)

publicado por Adelina Braglia às 17:04 | link do post
Um retrato 12 x 36, de Juvêncio de Arruda está aqui
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
18
20
21
23
24
25
26
28
29
30
31
links
comentários recentes
http://www.jogosonlineparajogar.com/
Blog muito bom !
Verifique a possibilidade de publicar em seu blog,...
Pôxa, obrigado pela visita lá. Ontem estava cansad...
Ótima postagem!Acrescente-se: fazer retorno imagin...
Que tal:1 - Ficar na fila do caixa-rápido do super...
Gostaria de mandar uma informação importante, se p...
Papai me pediu para postar nos blogs importantes e...
Seja bem vindo, Jeferson. É um prazer saber que vo...
Olá, tudo jóia? Te agradeço por teres feito um blo...
arquivos
pesquisar neste blog
 
Um retrato 12 x 36, de Juvêncio de Arruda está aqui